(foto: pexels)

Energéticos cada vez mais necessários e presentes no dia a dia da mulher

Com a correria do dia a dia é comum as pessoas se sentirem cansadas e procurarem por alternativas que possam ajudar a manter o ritmo, como mudança de hábitos e a utilização de bebidas e comprimidos energéticos.

Muitas pessoas pensam que o cansaço, falta de disposição ou falta de energia no corpo pode ser algo normal, decorrente da correria do dia a dia, mas pode ser um sinal de algum problema no organismo ou consequência de uma série de fatores, como má alimentação, estresse, noites mal dormidas ou doenças como hipotireoidismo e depressão.

É importante entender esses sinais que podem indicar que sua saúde está sendo comprometida de alguma forma. Saúde é muito mais do que ausência de doença. Uma saúde plena significa bem-estar e disposição para viver diretamente ligada ao seu estado físico, mental e emocional.

O estresse é uma condição bastante comum nos dias de hoje. Pessoas que sofrem com estresse excessivo tendem a aumentar o nível de cortisol, o que resulta em ansiedade e baixa energia, além de esgotar nutrientes e vitaminas importantes para manter nossa disposição.

Excesso de trabalho e sedentarismo também são problemas cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas, principalmente das mulheres.

Praticar atividades físicas em excesso pode te deixar cansado devido ao desgaste e fadiga, mas a ausência de exercícios também pode roubar sua energia pela ausência de produção de substâncias como as endorfinas.

As endorfinas, assim como a noradrenalina, a acetilcolina e a dopamina, é utilizado pelos neurônios na comunicação do sistema nervoso. Esta substância química que é transportada pelo sangue, faz comunicação com outras células sendo considerada como o hormônio do bem-estar.

A falta de sono, ou sono não reparador, é um dos grandes responsáveis pela falta de disposição. Sabemos que a quantidade de horas necessárias para o funcionamento saudável do corpo humano e até para a nossa sobrevivência depende da idade e pode variar de uma pessoa para outra. 

Desde a década de 70 a ciência vem pesquisando a importância de uma boa noite de sono e como dormir melhor. A conclusão é de que um adulto saudável deve dormir, diariamente, entre 7 horas e 7 horas e meia.

Para muitas pessoas, álcool é sinônimo de relaxamento e descontração, podendo ajudar a repor as energias quando em pequenas quantidades. Em quantidades moderadas e altas já podemos comprometer a qualidade do sono e esgotar os níveis ideais de vitaminas responsáveis por manter nossa energia.

Seja para aguentar a rotina pesada no trabalho ou faculdade, seja para fazer treinos mais pesados e intensos: energia é fundamental! 

Substâncias termogênicas são muito usadas por quem quer queimar gordura e emagrecer, mas elas vão muito além disso, pois elas podem ser um aliado poderoso no aumento da energia e da disposição. Algumas substâncias termogênicas são também estimulantes como a cafeína que é a principal delas.

Possivelmente o cafezinho seja o energético mais famoso do mundo, mas seu “poder” energético é limitado. São cerca de 40mg de cafeína por xícara que ajuda a dar um gás ao longo do dia e pode ser uma excelente pedida.

A concentração de cafeína nos energéticos equivale a três xícaras de café. É uma alta dosagem que pode afetar seu sistema nervoso central, causando desidratação e perda de nutrientes que têm efeito calmante.

Lembremos que a cafeína em excesso pode provocar um efeito contrário e diminuir os níveis de energia após os picos iniciais. Se a ingestão de cafeína ocorre com muita frequência, você corre o risco de ter um efeito rebote ao gastar sua energia ao longo do tempo e sentir falta de disposição diariamente. 

Consumir muita cafeína (intoxicação aguda) pode gerar vômitos, aumento da pressão arterial, convulsões, aumento dos batimentos cardíacos e até mesmo a morte.

Os energéticos proporcionam maior disposição física, graças aos efeitos da cafeína presentes na bebida. As vitaminas do complexo B presentes na maioria dos energéticos também contribuem para a redução do cansaço e da fadiga propiciando um melhor desempenho mental.

Mesmo que o energético possa dar mais energia para enfrentar o dia, eles contêm substâncias que podem afetar o seu organismo como o açúcar, a taurina, o inositol e a glucoronolactona. 

Alimentos com alto teor de açúcar ou carboidratos refinados possuem pouco valor nutricional e não oferecem os nutrientes essenciais para manter nosso corpo ativo e enérgico. Por mais que o açúcar aumente a nossa energia, esse pico é considerado momentâneo e dentro de algumas horas você poderá notar que não está com a mesma disposição.

A taurina é um aminoácido produzido pelo nosso corpo que tem ação desintoxicante, antioxidante e ajuda no bom funcionamento do coração. A correria do dia a dia e o estresse ocasionam a eliminação de taurina.

Além das bebidas energéticas, o leite materno, as fórmulas infantis e os frutos do mar também são boas fontes de reposição deste aminoácido.

Os energéticos não possuem glúten ou qualquer tipo de produto de origem animal em sua composição sendo liberado para determinadas dietas.

Kimera é um produto prático, barato e de fácil utilização para quem precisa de energia rápida e barata, seja para um treino mais intenso ou para aguentar a rotina pesada no trabalho ou na faculdade. Com 300mg de cafeína por dose, Kimera tem ainda extrato de chá verde, gengibre e citrus aurantium, que maximizam o efeito energético do produto.

Os energéticos naturais podem ser uma ótima alternativa como as combinações a seguir:

  • Chá de erva doce (vitamina b6), canela (termogênica) e ginseng (anti estresse).
  • Abacaxi (vitamina c) com hortelã e gengibre (termogênico).
  • Suco de laranja (antioxidante), limão e cenoura (ajuda na digestão)
  • Vitamina de banana, aveia e canela ou Suco de limão com guaraná em pó (ótimo energético natural com cafeína)

Para aguentar a rotina, a pandemia da COVID-19, cada vez mais tem se utilizado energéticos para se manter animado e bem disposto, mas não podemos esquecer que existem hábitos que podem ser adotados e que ajudam a alcançar esses objetivos.

Manter uma rotina de horário como acordar cedo é uma alternativa confortável. Muitas vezes queremos ficar mais tempo na cama, mas manter uma rotina de horário deixa o corpo mais adaptado ao dia a dia (relógio biológico), funcionando conforme suas necessidades. 

Coloque o despertador e levante assim que ele despertar!

Atividade física ao ar livre com exposição ao sol ajuda na produção de vitamina D no organismo. Essa vitamina fornece cálcio aos ossos e ajuda na liberação de nutrientes que ajudam a combater doenças psíquicas, como a depressão e a ansiedade.

Alimentar-se bem no café da manhã com uma refeição equilibrada, com base em carboidrato e vitaminas pode proporcionar mais animação, foco e bem-estar ao longo do dia, permitindo que você se sinta disposto a continuar com os seus afazeres.

A medicina funcional que aborda a falta de energia e disposição, investiga todos os sintomas (físicos e emocionais) e contextos (ambiental e histórico) em que o paciente se encontra. A análise destes fatores, somados aos exames laboratoriais, instruíram o especialista de informações para propor um tratamento individualizado.

Alerta importante de que a falta de energia e o cansaço constante, que impedem a realização de atividades diárias como ir à escola ou trabalho, podem indicar um quadro de hipotireoidismo ou depressão.

Gustavo Safe é diretor e médico especialista em endometriose no Centro Avançado em Endometriose e preservação da fertilidade, Clínica Ovular fertilidade e menopausa e Instituto Safe. Estudioso dos assuntos relacionados à saúde da mulher com enfoque na dor pélvica, infertilidade, preservação da fertilidade, endometriose, endoscopia ginecológica e cirurgias minimamente invasivas.

Siga o Centro Avançado em Endometriose nas redes sociais para ver informações e dicas sobre a saúde da mulher.